quinta-feira, 20 de outubro de 2011

Moti




moti no forno a lenha. Como? veja abaixo Esse moti tirei do saco para mostrar. Tem várias marcas. Ele estava sem forma, pois iria referir como uma massa de arroz redonda, mas depois que vi essa foto, desisti. Na verdade ela é redonda e confeccionada na mão, porem como ela é ensacada fresca, ela se acomoda no saco e molda da maneira que se encaixa.
O ideal de um moti é aquele que quando cozida, não dissolve na agua. Isso devido muito batidas, na massa de arroz



esse é um exemplo prático como comer o moti.



depois que fica fechada, prensada, ela vai abrindo sozinho. Vai estufando.....forma uma casquinha seca e crocante.



Ela molda o formato da tostequeira. Se tiver tostequeira elétrica, tb serve. Gosto assim pois nao fica repartida.







Depois misturamos açúcar e shoyu(qtid pequena) no prato e quebramos um pedaço do moti ja tostado e "chuchamos "na mistura.






Sendo descendente de uma família que confeccionava artesanalmente o moti numa mercearia de produtos japoneses há muito tempo, numa loja na Liberdade chamada CASA NISHINAKA, posso dizer que acho que sei o que é um bom moti. Os frequentados da Liberdade da época dos anos 60-85(não sei ao certo os anos, mas creio que era esse período), conheceram muito bem essa casa pois era uma das únicas e pioneira na região onde era escasso os produtos japoneses e a fabricação artesanal de alguns produtos como kampyo, ampam, rakiyo e etc faziam-se nessa mercearia . Até hoje deparo com algum senhor ou senhora japonesa que presta atenção do sobrenome e pergunta se há relação.


Moti é um doce feito apenas de arroz e água. Esse arroz é do tipo MOTIGOME(arroz tipo moti) que o próprio grão é mais branco, gordo e pequeno. Porém uma vez cozida ao vapor, ela é socada para amassar os grãos até ficarem homogênea. Possui uma liga própria que é difícil não grudar na própria colher ou pá de arroz. Por isso, sempre molhamos a colher de arroz com agua antes de começar ao retirar o arroz da panela. Mas que graça tem comer uma coisa assim? Ela vai bem como ingrediente de uma sopa ou é base para um prato quente, doce ou as vezes salgado.


Mas esse post é para falar de um hábito simples. De comer moti a qq momento apenas ela.

Na fornada da pizza, para finalizar, colocamos o moti daquela maneira que tiramos do saco, passo maizena no fundo da assadeira e entra no forno por poucos segundos dependendo do calor do forno.
Na churrasqueira fatiamos em tirinhas e assamos tb na chapa.


No dia a dia comemos com açúcar e shoyu qdo assada ou com kinako(farinha de soja) e açúcar quando amolecemos na agua. No Zenzai tb comemos moti.

Há vários pratos que são utilizados com o arroz moti que proporciona a massa de moti.


É uma delícia!!



10 comentários:

Katia Mine disse...

Faz tempo q não como moti com açucar.. fiquei com vontade.
Nunca assei no forno á lenha, da próxima vez, vou experimentar.
bjs

Cyntia Miti disse...

Gente, adoro moti e pior que aqui eu não encontro ele fresco. Só congelado. Quando eu estou com muita vontade eu compro e asso no forninho eletrico e como com shoyu e nori. Agora essa de assar no forno a lenha deve ficar muito bom.

Foodbrasil.net disse...

Olá,

Somos um portal de foodbloggers, e gostariamos de lhe convidar a nos visitar e fazer um cadastro,assim poderemos divulgar seus artigos em nosso site gratuitamente.

FoodBrasil.net

Anônimo disse...

Fiquei emociada!! Voltei do Japão há uns 12 anos atrás e fui até a R. Conde de Sarzedas procurar o moti da Casa Nishinaka. Inigualável; insuperável. Me contento com os que encontro na Liberdade, que realmente costumam derreter na água... Poderia me informar qual o melhor moti desses atuais? Como sua leitora fiel vou comprar essa marca da foto até me responder (risos)!!! No final de ano sempre encomendávamos quilos de moti da loja da sua família. Obrigada!!! Yaeko Endo

Claudia Rumi disse...

Yaeko, que surpresa legal!!!! To rindo sozinha! Era isso mesmo, Conde de Sarzedas( mais conhecido) e tinha outro na Conselheiro Furtado. A familia toda ajudava nos quatro ultimos dia antes do ano novo devido enorme movimento. Pegavamos o moti frsco quentinho e com anko feito la tb, comia na hora.
Agora qto a marca, sempre qdo tem Motitsuki no kaikan, minha mae ja compra uns 3 , 4 kg para congelar pois esse sim é sempre bom e nunca derrete na agua. Esse que comprei, foi por acaso. Mas valeu tere escrito aqui. Fiquei feliz.
Go, Miti, assado no forno a lenha fica igual assado no forno convencional. Frito, esse è imbativel!!! Kkkkkl
Bj
Claudia

Anônimo disse...

Claudia, fiquei feliz porque você respondeu!!! Falando em kaikan, sempre apareciam receitas fáceis de moti caseiro, às vezes liquidificando o motigome e outras vezes utilizando o pó de motigome, finalizado com a panela anti-aderente: resultava numa coisa parecida no sabor mas sem elasticidade. Como fui mal acostumada na infância, já que comprávamos moti na Casa Nishinaka o ano inteiro, terei de esperar até a virada de 2012 e rezar bastante para encontrar o kaikan dos velhinhos batedores de moti de pilão de SP. Um grande abraço, Yaeko!!

Claudia Rumi disse...

Yaeko, não tenho como nao responder seu email pois é com satisfação e alegria que leio seu comentário. Envie seu email que qdo souber de algum kaikan antes da virada, te falo. Minha mãe foi semana retrasada e comprou mais um tanto de moti do kaikan da Saúde para congelar. Já comemos frescos novamente.... Esse negocio de panela de moti, liquidificador, vc já percebeu a falha: falta de elasticidade mesmo que é conseguido só se socar bastante. Meu pai criou um tacho enorme de granito e um socador que chacoalhava o quarteiraõ da Conde de Sarzedas pois na CAsa Nishinaka fazia em grande proporção. E uma pessoa FORTE virava a massa de moti enquanto socava. E essa elasticidade, esse lance de não desmanchar qdo ferve, está no pp ato de socar.
Vc é uma boa crítica de moti!! Seja bem vinda ao blog.
BJ
Claudia

Andrea e Maki disse...

Adoro!!! Faço na frigideira com pouquinho de óleo e gosto só com açúcar. Delícia. Beijo enorme ANdrea

Claudia Rumi disse...

Tb frito em tirinhas finas, mas sempre com o famoso shoyu e açucar. Sua filha é bonitinha, Andrea!! vi seu blog.
Bj
Claudia

Unknown disse...

Meu Deus!

Nooooosssaaaaaa .... eu não como moti deve ter uns 20 anos ou mais, moro no Rio de Janeiro e não encontro nunca o congelado, queria por favor, PODERIA ME ENVIAR PELOS CORREIOS? Sou neto de japonês e sempre minha batchan no final do ano, fazia milhares para a família comer e na época ela fritava, não fazia no forno não. Ficava uma delícia, molhávamos no shoyo com açúcar, não sei se ainda comem assim. Frequento restaurantes japoneses aqui no Rio e ninguém conhece ou sabem do que se trata a palavra Moti. Por favor ..... gostaria de muito de ter o contato de vocês para se puderem enviarem para o Rio pelos correios .... viria de SEDEX 10. Abraços e muito bom esse post.

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails